Blog de integração dos participantes do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência - PIBID - CAPES, do curso de Letras da Universidade Federal do Pampa, Campus Bagé, com a Escola Estadual de Ensino Médio Frei Plácido e com a Escola Estadual de Ensino Médio Luiz Maria Ferraz - CIEP.

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Porteiras do “saber”


Sorrisos. Ironias. Olhares. Desconfianças. Rotinas. Falações. Festas. Presentes. Dúvidas. Críticas. Fé. Simplificações. "Experiência". Amizades. Justificativas. Parcialidades. Preconceitos. Temores. “Verdades”. Picuinhas. Superficialidades. Desânimo. Irresponsabilidade. Mais ironias. Mais rotinas. Mais simplificações. Imensa irresponsabilidade. Menos reflexão. Menos responsabilização. Menos ação. Mais justificativas. Mais culpabilização. Talvez um dia menos irresponsabilidade. Mais atuação. Mais cidadania. Mais visão. Mais autoridade intelectual. Melhor educação.

4 comentários:

Marcos disse...

As pessoas (na maioria das vezes) não tem consciência dos seus atos.

21 de agosto de 2010 14:19
Leandro da Silva disse...

Mais autoridade ( "autoria" como colocava Hannah Arendt ) pragmática além da intelectual.
Nos anos 90 se elegeu o intelectual Fernando Henrrique Cardoso e quase não sobrou arena pública para que possamos respirar, por mais que ele tenha estudado a fundo a sociedade.

22 de agosto de 2010 14:44
Valesca Brasil Irala disse...

Um docente que não tem autoridade intelectual se "abaixa" como dizem os gaudérios, diante de qualquer reclamação de pais, supervisores, "chefes" em geral... A autoridade intelectual é condição sine qua non para a autoria pragmática...

26 de agosto de 2010 06:48
Leandro da Silva disse...

Sim, a autoridade intelectual é importantíssima, ainda mais para nós que lidamos com a Educação Linguística, a qual devemos ter responsabilidade para conduzir da prática para a teoria implicita o que queremos atingir.

28 de agosto de 2010 19:41

Postar um comentário

Seguidores